Histórico

Fundada em 1946, como Curso Prático de Ensino Fundamental, esta escola esteve sempre voltada ao ensino profissionalizante, desde sua criação. No decorrer dos anos, recebeu vários nomes: O primeiro deles, que se tem notícia foi em 1958, “ESCOLA ARTESANAL DE ADAMANTINA”, que em 1960 formou a sua primeira turma no Curso de Artesanato. Em 2008, inclusive foi comemorado o cinqüentenário da escola, conforme pode ser visto nas primeiras fotos abaixo.Posteriormente em 1963, a escola recebeu o nome de “ESCOLA INDUSTRIAL DE ADAMANTINA” – nome que a escola até hoje é conhecida pela cidade. Ainda em 1965, seu nome mudou para Ginásio Industrial Estadual de Adamantina – o que reforçou ainda mais o nome na comunidade e a partir daí já aparece explícito o vínculo com a Secretaria Estadual de Educação. Após esse período, com o crescimento demográfico da cidade, ainda que pequeno, e com o incentivo ao ensino profissionalizante por parte do governo, mesmo que em oferta para as classes sociais menos favorecidas a escola foi ganhando uma identidade própria, especialmente pela oferta do curso Técnico em Mecânica – que formou centenas de jovens adamantinenses. É dessa época também a formação profissionalizante para as jovens em Economia Doméstica. Em 1982, a escola passou a chamar-se EESG Prof. Eudécio Luiz Vicente em homenagem a um saudoso professor da cidade e firmava-se cada vez mais como uma referência na formação profissionalizante, na ocasião nas áreas de Mecânica e Bancário. Em 1994, foi abrigada pelo CEETEPS (Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza), autarquia ligada à Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia, hoje Secretaria do Desenvolvimento. Naquele momento passou a diversificar a oferta de cursos profissionalizantes de nível médio (Mecânica, Contabilidade e Informática), integrados ao ensino de segundo grau. A partir das reformas institucionais, da legislação educacional e do próprio contexto sócio-econômico da região, os últimos anos foram marcados por transformações como a implantação de novas habilitações como: Técnico em Administração em 1998; Técnico em enfermagem em 2000; Técnico em Informática que já existia desde 1993 e se mantém até os dias de hoje. Também houve o fechamento das outras habilitações. A partir de 2002, devido ao crescimento do setor canavieiro no Oeste Paulista e a conseqüente necessidade de mão-de-obra especializada, a escola implantou o curso Técnico em Açúcar e Álcool. Também são recentes as habilitações de Técnico em Contabilidade e Técnico em Informática para Internet, graças à expansão do setor de serviços na cidade e região. Outras demandas vêm sendo percebidas, como é o caso do curso de Técnico em Comércio, cuja primeira turma iniciou-se em fevereiro de 2011, e o Técnico em Agente Comunitário de Saúde com início em julho de 2011. O curso Técnico de Mecânica teve início em fevereiro de 2012 – após a conclusão das obras de reforma e ampliação da escola. Atualmente, a escola conta com as seguintes habilitações em pleno funcionamento no período noturno: Técnico em Informática, Técnico em Administração, Técnico em Contabilidade, Técnico em Açúcar e Álcool, Técnico em Enfermagem e Técnico em Mecânica. No 2º semestre de 2015 teve início da primeira turma do Curso técnico em Segurança do Trabalho e no 1º semestre de 2016 iniciando a primeira turma do Curso Técnico em Redes de Computadores. A ETEC oferece três turmas do Ensino Médio regular no período da manhã e no ano de 2014 foi implantada primeira turma de Ensino Técnico Integrado ao médio – Administração (ETIM) e em 2015 teve início a primeira turma de Técnico Integrado ao Médio em Informática e no inicio de 2016 foi solicitado o ETIM de Administração. No período da tarde a U.E conta apenas com o curso Técnico em Contabilidade, concluindo o 3º módulo no 1º semestre de 2016.

É importante ressaltar ainda que a partir de 2009 houve a implantação e o funcionamento de Classes Descentralizadas – a pedido do prefeito de Junqueirópolis, por convênio com o Centro Paula Souza. Na ocasião foram abertas uma turma de Técnico em Administração e outra de Técnico em Informática. Em 2011 o prefeito de Flórida Paulista também fez a solicitação ao CPS que acatou o funcionamento da habilitação de Técnico em Administração naquele município. Atualmente, a ETEC conta com o programa Plano de Expansão II em Junqueirópolis cuja formação de classe descentralizada é em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e com duas turmas sendo uma de Técnico em Administração e a outra de Técnico em Contabilidade. No início de 2014, a Prefeitura Municipal de Lucélia firmou um convênio com o Centro Paula Souza e foi instalado o Curso Técnico em Informática e no 2º semestre de 2015 iniciou a segunda turma, porém no período da tarde.